13 de mar de 2010

A batalha contra a insônia.


Meus olhos permanecem vivos durantes toda a madrugada. Sofro, ultimamente, de um mal chamado insônia. Pareço vigiar o mundo, enquanto todos dormem, com minhas duas inseparáveis companheiras, a internet e a coca cola. Isso me renderá belas estrias e olheiras.

No ócio noturno não fico. Sempre estou pesquisando na web aquelas coisas que você deixa pra aprofundar depois. Mas, às vezes a coisa fica angustiante quando nem lembramos o queríamos ver. Aí eu desligo o computador, deito com a esperança que o sono me arrebate tão rápido como quem rouba, sem nem entrar no estágio da sonolência.

Na escuridão do quarto fico olhando para os pontos mais claros, sempre a procura da luz. Isso parece me espertar mais ainda. Então ligo o celular, coloco os fones de ouvido e tento me concentrar. O sono vem, mas enquanto me felicito pela pequena conquista, a insônia volta de surpresa numa brincadeira de muito mau gosto parece que me diz: “te enganei!”.

Quando pareço derrotado pela insônia, a ignoro e entro no jogo dela. Indiferente desdenho como quem diz: “eu, num quero dormir mesmo!”. Então vem o sono e zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz. 

                                       

Nenhum comentário: