14 de abr de 2010

Em campanha, Dilma passa a acreditar em Deus

Em sua viagem ao Ceará, Dilma Rousseff concedeu uma entrevista à jornalista Patrícia Calderón, da TV Cidade (retransmissora da Record), que irá ao ar hoje à noite. Uma das respostas mostra alteração no discurso da ex-ministra em relação à sua fé.


Há pouco mais de dois anos, em uma sabatina da Folha de S.Paulo, Dilma adotara o seguinte discurso:


- Fiquei durante muito tempo meio descrente. Acredito que as diferentes religiosidades são fundamentais para as pessoas viverem. A gente não pode achar que existe aquele seu Deus.


E em seguida tratou de sua crença em Deus:


- Eu me equilibro nessa questão. Será que há? Será que não há? Eu me equilibro nela.


Na entrevista que vai ao ar hoje à noite, Dilma segurava um pequeno crucifixo, recebido de presente na viagem, e disse ser católica:


- Eu fui criada no catolicismo, acredito numa força superior. Estudei em um colégio de freira. Sou católica.


Por Lauro Jardim



Nas eleições, sou católica, sou evangélica, sou da umbanda...enfim, sou tudo! 

7 comentários:

Everardo disse...

Me recorda FHC montado em um jegue, com chapeu de couro na cabeça e rezando para o "meu padim". Será que o Serra vai se declarar crente?

Sudoku disse...

Viu o Gabriel Chalita atrás de Dilma?

Quer mais horror? Então, olhe esta: http://www.pbja.com.br/index.php/2010/03/com-as-bencaos-de-deus-padre-marcelo-rossi-articula-apoio-a-dilma/

Henrique Lima disse...

Everardo, nisso eu vou concordar com VC ("incrible!") Em época de eleição todo político é "temente" a Deus. SEja de direita ou esquerda, estão todos, nos meses que antecedem outubro, "religados" ao Senhor.

Anônimo disse...

Deus é de todos e com certeza ele está com Dilma.

Anônimo disse...

É muito bom saber que há uma candidata ecumênica. Pior seria se ela fosse uma religiosa fanática, em que a religião impedisse de realizar suas atividades de estadista.

Henrique Lima disse...

Ecumênica ela é agora.....e também religiosa fanática ou não conheces os militontos do comunismo.

Esses anônimos não cansam de se esconder!

aninhamarie@hotmail.com disse...

Não é uma questão de se esconder. apenas uma opção de não se expor, afinal vivemos em uma pseudo-democracia. Quanto a "religiosidade" da senhora Dilma não acredito, pois ela foi bem enfática quando disse que não acreditava em Deus. E mais, Religião e Política NÃO devem jamais se misturarem, pois a igreja seve para nos levar p/ um "bom" caminho enquanto a política nós sabemos para qual lado sempre costuma levar as pessoas que com ela passam a comungar. RELIGIÃO E POLÍTICA NÃO DEVEM MISTURASSEM JAMAIS.