6 de abr de 2010

A Onda

Era só mais uma semana de estudos sobre autocracia, quando o professor elaborou técnicas para unir os alunos dispersos e alienados em seus variados guetos. Estava indo tudo muito bem, quando essa união tomou proporções incontroláveis. Agora era preciso ignorar os sentimentos, as pessoas próximas, extirpar os diferentes em prol da união, que era o bem-comum de todos.

Veja neste filme, chamado “A Onda”, como as pessoas, principalmente os jovens, estão à mercê das doutrinas totalitaristas. Paulo Freire criticava a educação “bancária”, no entanto seus ensinos não passavam de um banco de ideologias e pensamentos ultrapassados prontos para povoar as cabecinhas ocas dos jovens e adolescentes. Entenda neste filme como os jovens e adolescentes das universidades adoram, facilmente, facínoras, como: Stálin, Lênin, Guevara, Fidel, Mao e vários outros.

Não deixe de assistir: “A Onda”.

Nenhum comentário: