22 de abr de 2010

South Park e Simpsons critiquem os cristãos

Criadores de South Park são ameaçados por radicais islâmicos

Muçulmanos advertiram os criadores do South Park sobre a utilização da imagem de Maomé em um episódio onde o profeta aparece na forma de um urso. A declaração de insatisfação foi feita em um fórum americano que reúne integrantes de um grupo chamado Revolução Muçulmana.

O post dizia que Matt Stone e Trey Parker, idealizadores da série, poderiam acabar como Theo Van Gogh, caso o episódio fosse ao ar. O cineasta holandês foi baleado e esfaqueado até a morte por um muçulmano, em 2004, que ficou irritado com um filme onde mulheres seguidoras do Islamismo apareciam como protagonistas.

Segundo o jornal britânico The Guardian, o episódio foi parcialmente censurado, mas acabou sendo exibido nessa quarta-feira. Depois das ameaças, os produtores decidiram editar o desenho e só retransmiti-lo sem as referências ao profeta.

Ameaça - Os militantes publicaram no fórum imagens da propriedade onde, supostamente, moram Stone e Trey. Eles também divulgaram o endereço do escritório de produção do desenho, em Nova York.

"Temos que avisar Matt e Trey sobre o que estão fazendo. Trata-se de algo estúpido que pode fazer com que eles acabem como Theo Van Gogh", advertia o post, publicado em nome de Abu Talhah Al-Amrikee. "Não se trata de uma ameaça, mas de um aviso sobre o que pode acontecer a eles", dizia a mensagem.

Em entrevista à Associated Press, Al-Amrikee afirmou que o post não incita a violência. O "recado" foi publicado no intuito de que isso não volte a acontecer, informou o militante.

A Comedy Central, produtora de South Park, preferiu não comentar o caso.

Nenhum comentário: