22 de abr de 2010

UNE regada com dinheiro público, decide se UNE-se a Dilma

Mesmo com a grana rolando solta na UNE, há resistências, ainda que poucas, ao apoio a candidatura de Dilma. Mas, no mais tardar, este apoio deverá ser consolidado, afinal, as cédulas vão rolar!




'Cliente' de Lula, UNE resiste a pressão para declarar apoio a Dilma

Hoje, 46 anos depois e com R$ 10 milhões em verbas federais no cofre, a organização tenta conter a forte pressão para declarar apoio formal à Dilma Rousseff (PT), candidata de Lula e rival de Serra na corrida presidencial.

"A minha opinião é que a UNE tem que manter uma postura de mais independência no pleito, sem declarar apoio formal a nenhum dos candidatos", diz o presidente, Augusto Chagas. Ele detalha a pressão que a UNE vem enfrentando, fala sobre os repasses federais, analisa o governo Lula ("políticas sociais têm se consolidado") e o governo Serra ("a relação que manteve com movimentos sociais foi trágica") e defende o controle social da mídia.

E o projeto que indeniza a UNE por conta da destruição de sua sede? Quanto a UNE pode receber com isso?

A UNE trabalhou muito para que esse projeto fosse aprovado, conseguimos o apoio de todos os partidos. O valor está vinculado ao custo da obra. O teto é R$ 30 milhões. O projeto cria uma comissão para acompanhar o projeto.

No caso dos meios de comunicação, você acha que deve haver um conselho regulador?

Eu acho que precisamos ter controle social. É diferente de visões que defendem o controle governamental. Os meios de comunicação não podem ser tratados como uma atividade privada de qualquer tipo. A sociedade tem que ter ferramentas para fazer um controle da mídia.

Nenhum comentário: