10 de jun de 2010

Poema do Hamas

Crianças são essenciais 

As crianças não perguntam, elas acreditam
As crianças não questionam, elas fazem
As crianças não são fanáticas, são fieis
Elas servem como escudos 
As vezes são crianças-bombas

Crianças mortas, ensagüentadas e chorando
Nos dão proteção e piedade
Por isso elas são a nossa barricada  
Lançamos mísseis de dentro de creches
Cheiro de massinha, cheiro de pólvora

Crianças peregrinam no deserto
Envoltas nelas, explosivos poderosos
Muitos sionistas arrodeiam com pena
Boomm, crianças pra todo lado
Que importa? elas foram pra Alá, 
Eles, os sionistas, uns pedacinhos acolá

As crianças odeiam muito mais fácil
E odeiam muito mais forte 
São isentas de culpa e não temem a morte
Elas servem como escudos 
Crianças são essenciais 

(Hamas)

Nenhum comentário: