21 de jul de 2010

ÁLVARO DIAS SAI EM DEFESA DE ÍNDIO DA COSTA E MOSTRA UNIÃO EM TORNO DA CAMPANHA!

É nos momentos mais delicados e conturbado como é as eleições que se conhecem os verdadeiros políticos, aqueles que dão nome as coisas. E na coligação O Brasil Pode Mais Álvaro Dias, político já conhecido e respeitado ganhou mais força ao mostrar-se disposto a passar por momentos embaraçosos, como foi a "briga do vice", em que foi nomeado vice candidato a presidência e depois foi retirado da disputa em meio a muita confusão, saiu com honra e apoiando a única chance de tirar a bandidagem do mais alto cargo do Brasil. Poderia sair atirando contra o próprio patrimônio, mas não o fez, comportou-se como um legítimo estadista.

Em seu lugar entrou um jovem desconhecido, mas corajoso e com uma bela história pra contar. Índio da Costa participou ativamente do projeto Ficha Limpa e isso incomodou a petralhada toda. Recentemente Índio da Costa falou da aliança do PT/Farc, constantemente escondida pela mídia que lesou milhões de brasileiros ao suprimir a notícia e jogá-la na espiral do silêncio. Muitos acharam o comportamento de Índio da Costa imaturo, mas é a pura verdade o que ele disse. No entanto Índio permaneceu firme no que disse mesmo depois dos ataques da imprensa petralha e dos políticos do PT que entraram com várias ações para processar o Índio da Costa. Se Índio é imaturo, a oposição e a mídia são um bando de fanfarrões, uns mela cueca. Veja as novas declarações de ìndio:

"Chega a ser ridículo eles falarem em processo e em baixar o nível da campanha. Será que ela acha legal e que merece respeito quebrar o sigilo bancário e fiscal de um cidadão brasileiro? Será que isso é baixar o nível da campanha?", indagou Indio em referência à quebra do sigilo fiscal do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira.

"A pergunta que até agora não foi respondida, e que a Dilma tem que responder, é se o PT tem ou não ligações com as Farc", frisou Indio, acrescentando que a adversária também deveria dizer se há ligações das Farc com o narcotráfico. OGlobo

Em meio a toda essa confusão e desse fogo acendido por Índio da Costa, o senador Álvaro Dias poderia reclamar ao PSDB que eles cederam o seu lugar na vice presidência para um jovem imaturo. Contudo a mensagem que veio de Álvaro Dias foi de apóio, como mostro abaixo:

“Imaturidade foi a exploração política que o PT fez do episódio, e não a conduta de Índio”, disse o senador em defesa da competência do vice.

Álvaro Dias ainda considerou que “em nenhum momento Índio da Costa disse algo de novo”.

“Nós prezamos em manter um debate elevado. O ministro do Planejamento foi infeliz e agrediu indevidamente um parlamentar como Índio, um rapaz e um político dotado de muitas prerrogativas institucionais”.Radar Político


Nenhum comentário: