26 de jul de 2010

A legalização do aborto é ideologia partidária do PT e adivinhem: Dilma é petista.

O que mostro abaixo, tudo documentado e a disposição para quem quiser ver no site do PT, é uma orientação partidária do Partido dos "Trabalhadores". A legalização do aborto é amplamente defendido pelo partido em seus congressos. Por isso não se enganem com Dilma, ela nunca disse claramente: "sou contra o aborto e pretendo deixá-lo criminalizado como está." Com esse papo mole, Dilma ganhou o apoio de algumas congregações evangélicas que acreditaram na promessa da candidata de deixar o debate para o congresso.

Conhecemos muito bem a sede que tem esse monstro do radicalismo petista de controlar a sociedade. O congresso pestista com as aspirações mais stalinistas possíveis virou um Plano Nacional de Direitos Humanos III (PNDH3), ou seja, o partido impôs, em forma de decreto assinado pelo presidente Lula, que seus ideais mais obscurantistas a nação fossem postos em prática. É o partido tentando sucumbir a nação e a Dilma representa todo esse projeto de transformação nacional em uma república petista. A prova é que o mesmo congresso nacional do partido virou, depois de PNDH3, o programa de governo entregue ao TSE que no mesmo dia, com o alarde na imprensa, foi trocado por um menos radical.

Você entendeu? O 3º Congresso Nacional do Partido dos "Trabalhadores" transformou-se num Plano Nacional de Direitos Humanos 3 e depois no programa de governo da candidata Dilma Roussef. Vamos ao alerta aos que defendem a vida, agora mostro a parte do conteúdo em que o PT defende o aborto:

"Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais"
O PT, através de sua secretaria defende e reafirma seu compromisso com políticas e ações, hoje incorporadas pelo governo federal, que representam as principais bandeiras de lutas dos movimentos de mulheres e feministas, e que são extremamente significativas para a melhoria da qualidade de vida das mulheres:

defesa do Plano Nacional de Planejamento Familiar, contribuindo para a autonomia das mulheres sobre seu corpo e sua sexualidade;

defesa da autodeterminação das mulheres, da discriminalização do aborto e regulamentação do atendimento à todos os casos no serviço público evitando assim a gravidez não desejada e a morte de centenas de mulheres, na sua maioria pobres e negras, em decorrência do aborto clandestino e da falta de responsabilidade do Estado no atendimento adequado às mulheres que assim optarem;

Pág: 43 Disponível para Download: Resoluções do 3º Congresso

As ideologias do partido estão acima de tudo e quem desobedecê-las poderá ser punido, como mostro abaixo o que aconteceu com o deputado petista Luiz Bassuma (PT-BA) e Henrique Afonso (PT-AC), que ousaram se pronunciar contra o aborto:

"Por unanimidade, os membros do DN entenderam que os dois deputados infringiram a ética-partidária ao “militarem” contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT a respeito da descriminalização do aborto." pt.org



Dilma não é uma mulher que se candidatou por autonomia e por se achar competente, ela foi escolhida por Lula e por trás dela existe gente da pior espécie possível prontos a ditar as regras que ela, como presidente, deve fazer. A fidelidade de Dilma está dedicada a esses homens e as ideologias macabras do partido. Não é uma promessa aos evangélicos que garante que ela deixe o debate do aborto para o congresso, pois Dilma tem dono e tudo o que ela faz é orientado.


EU AGRADEÇO!
Leia também: O 3º Congresso do PT defende a desnacionalização do aborto
Também: Carta de repúdio das petistas a afirmação de José Serra de que aborto é uma carnificina 
Artigo do Blog: Aborto: uma prática da ignorância primitiva 

VOTE CONSCIENTE, VOTE CONTRA OS ABORTISTAS, VOTE PELA VIDA!

Nenhum comentário: