13 de jul de 2010

O vício frenético da imparcialidade igualando as desigualdades

De Lauro Jardim da Veja:

Dilma Rousseff, Lula e José Serra acumularam dez multas no período em que fazer campanha era proibido. Por enquanto o único risco é monetário: terão de pagar 62 500 reais à Justiça.

De Reinaldo Azevedo da... Veja:

Em ação a turma do “é todo mundo igual”. E sabemos que quem iguala as desigualdades sempre protege o pior, certo? É uma fatalidade lógica.

Aos fatos:

Lula lidera o ranking de burlar a lei com 6, por extenso em maiúsculo SEIS MULTAS, como diz o Coronel em seu blogue: Lula é um serial Killer do TSE.  Dilma vem logo em seguida com 3, também por extenso e maiúsculo TRÊS MULTAS. E José Serra em último lugar dos que infringem a lei, por extenso e em caixa alta UMA MULTA

No entanto, Lauro Jardim publica em sua coluna na Veja online que Lula, Dilma e Serra acumulam juntos 10 multas por infração a lesgislação eleitoral. O que parece um vale tudo entre os dois partidos e que todos são iguais. Sabemos que isso não é verdade. Só Lula e Dilma têm responsabilidade de 90% das multas e Serra 10%. O agravante é que Lula é o presidente da república e deveria dar exemplo de estadista e se tem interesse em eleger Dilma que atue nos bastidores, pois como presidente em exercício deveria cuidar do que lhe é cabível.

Só para encerrar mais uma de Reinaldo Azevedo:

"Setores importantes da imprensa brasileira transformaram a imparcialidade, que pode ser uma virtude, num vício. A verdade é a primeira vítima."

Nenhum comentário: