15 de jul de 2010

PARA MORALIZAR A CAMPANHA, IMPUGNAÇÃO JÁ! FORA PT, FORA DILMA!

Certo advogado de Lula disse que não estava preocupado com o frequente ataque a legislação eleitoral por parte do presidente, pois ele não estaria fazendo uso da máquina pública em prol da campanha de Dilma. Falo do triste capítulo em que Lula faz campanha abertamente para Dilma na "inauguração" do trem bala, mesmo momento antes de confessar ser aquilo errado. Para piorar Lula repete tudo o que disse na presença do presidente do TSE.

O tal advogado de Lula fez uma declaração mentirosa ao afirmar que Lula não fazia uso da máquina pública para tentar eleger Dilma, pois o governo Lula faz e vai continuar a fazer. É o que mostra uma reportagem do jornal "O Estadão", leia:

Planalto promove Dilma em kit por voto em mulheres
Distribuição do material, por parte do governo, começou no mês passado, pouco antes do início oficial da campanha eleitoral

O governo federal produziu e distribuiu 215 mil cartilhas, 20 mil cartazes e 3 mil livros defendendo o voto nas mulheres. Também foi incluído no material um discurso de seis páginas da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff.

A capa da cartilha, intitulada Mais Mulheres no Poder Plataforma 2010, traz a imagem de um botão verde com a expressão "confirma" ? similar a uma urna eletrônica ? e a frase "eu assumo este compromisso"

O custo de impressão das cartilhas, dos livros e dos cartazes foi de, pelo menos, R$ 72 mil. Inicialmente, seriam impressas 100 mil cartilhas ao preço total de R$ 27 mil, mas um pedido extra de mais 115 mil foi feito à gráfica contratada, acrescentando uma despesa de mais R$ 31 mil. Os livros custaram R$ 9,7 mil e os cartazes, R$ 4,7 mil. AQUI

Esta é só mais dentre milhares de provas de que o governo Lula é o maior financiador da campanha Dilma e para isso faz gasto dos contribuintes, dinheiro de imposto pago pela nação que teria outros destinos como: educação, saúde, infra-estrutura, etc., é usado pelos aloprados para bombar a campanha.

Para piorar: a justiça não tomou nenhuma atidude e o material só foi obstruído, antes de ser criminosamente distribuído por uma ordem da AGU (Advocacia-Geral da União), departamento jurídico da campanha Dilma e Casa Civil. A trama para suspender a distribuição do material se deu entre agentes do governo e da campanha Dilma, num entrosamento escandaloso que evidencia mais ainda o uso da máquina pública em todos os aspectos: legislação eleitoral, dinheiro, políticas públicas, enfim, com todo tipo de recurso. Ainda no Estadão:

"Na manhã desta quinta-feira, o advogado da campanha de Dilma, Márcio Silva, telefonou para Luís Inácio Adams, que estava em Porto Alegre, para encontrar uma forma de apagar o incêndio político. Inicialmente, avaliaram que o melhor caminho seria recolher o material. À tarde, após conversas com a secretaria e integrantes da Casa Civil, a decisão tomada pelo governo foi orientar a pasta para Mulheres a negar intuito eleitoral e garantir que não há mais publicações para serem distribuídas - embora nesta quinta o material tenha sido entregue numa conferência sobre mulheres em Brasília." AQUI

O advogado de Lula não pode mentir tão descaradamente como o fez. A campanha não pode continuar do modo como o PT está atuando. O TSE não pode ficar indiferente á tantos abusos. Única solução para a moralização da campanha 2010 é a impugnação da candidatura de Dilma, pois se eles estão pedindo é melhor cumprir a lei! IMPUGNAÇÃO JÁ!

Cartilhas distribuídas pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres
Prova do Crime!

Nenhum comentário: