14 de jul de 2010

Ricardo Lewandowski: presidente do TSE por ação de comadres entre sua mãe e Marisa Letícia. Vai dar BANANÃO?

Lula é o homem que vem infringindo a lei de modo costumaz nessa etapa das eleições. Num lançamento de um PROJETO, isso mesmo ele inaugurou um projeto, do trem bala no Rio de Janeiro transformou a cerimônia num palanque e citou Dilma, crime eleitoral gravíssimo, ainda do modo como fez, disse que era contra lei, mas colocou a lei debaixo das solas do seu sapato. O Vídeo  pra quem quiser ver e ouvir o assalto a lei.

Mas ele não se contentou. Na presença do Presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, Lula se diz arrependido, no entanto, malandramente ele pede desculpas e cita novamente Dilma infringindo mais uma vez a lei diante da maior autoridade eleitoral do país. Leia como Lula põe o nariz de palhaço ao presidente do TSE:

"É que fiquei com a obrigação moral de dizer que quem começou o trem-bala foi a companheira Dilma, foi ela que começou, trabalhou, organizou ..."

Fuçando o site do "O Globo" encontro uma matéria da época em que Ricardo Lewandowski assume a presidência do TSE e vi que a indicação dele foi um caso de comadres, entenda:

"Ricardo Lewandowski foi nomeado para o Supremo Tribunal Federal (STF) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006. O ministro era desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e sua escolha contou com apoio e torcida da mulher de Lula, Marisa Letícia. Ela é amiga da mãe do ministro, Karolina, que conheceu em São Bernardo do Campo (SP), onde Lewandowski foi criado. O ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos também o apoiou para o STF."

Entendeu? A mulher de Lula, Dona Marisa Letícia, foi quem de fato nomeou Ricardo Lewandowski para presidência do TSE e com apoio do pelogo de Lula, Márcio Thomaz Bastos. E não acabou, Ricardo Lewandowski, presidente do TSE por intermédio da amizade de sua madre com a 1ª dama - nem sempre inoperante - tem a fama de diplomata, segundo a matéria do O Globo. Mas... mais na frente da matéria o que fica claro é que o presidente do TSE está mais para um BANANA, entenda por quê:

"Em 2007, o próprio Lewandowski encontrou-se numa situação complicada. O GLOBO flagrou e publicou uma troca de mensagens eletrônicas entre ele e a ministra Cármen Lúcia comentando como votariam no julgamento do mensalão. Antes de escrever seus votos, Lewandowski costuma ouvir a opinião dos colegas e de seus assessores."

O Presidente do Tribunal Superior Eleitoral não tem personalidade de fazer sua decisões. Será que ele, diante desse caso em que Lula zomba dele perante toda a mídia, vai pedir a opinião da 1ª dama como forma de retribuição por estar no cargo? Vai punir Lula e Dilma ou vai virar o BANANÃO?


Nenhum comentário: