24 de jul de 2010

A saúde da mulher acima de tudo: Dilma condena o aborto clandestino com tricô, mas apoia o aborto com bisturis.

Dilma enfrenta protesto antiaborto em igreja evangélica

A candidata Dilma Rousseff (PT) enfrentou protesto hoje ao visitar a sede da Convenção Nacional das Assembleias de Deus. Uma faixa onde estava escrito "Apoiar a Dilma é negar a Bíblia" foi aberta por dois fiéis da igreja Batista de Brazlândia, cidade próxima à capital.

O técnico em eletrônica Silvio Moreira Santos, 35, que segurava uma das pontas da faixa, gritou quando a candidata entrou.

"Essa senhora apoia o aborto e o casamento gay. Somos contra isso. Esse mulher não pode ganhar". A outra ponta da faixa era segurada pelo pastor Wilson de Araújo Sampaio, da mesma igreja.

Quando a ministra entrou na Catedral das Assembleias de Deus, um segurança pediu para que a faixa fosse recolhida e foi atendido.Folha

Ainda na Folha:

Depois de enfrentar um protesto ao entrar na Catedral das Assembleias de Deus, a candidata Dilma Rousseff discursou para evangélicos e se declarou a favor da vida.

"Eu sou a favor da vida em todas as suas dimensões e todos os seus sentidos. Sou a favor da preservação da vida", declarou.



Comento> A candidata não é muito clara quando o assunto é aborto. Nas suas frases se esconde a ausência de uma opinião límpida, mas também pode-se identificar o apoio ao massacre contra crianças em gestação.

Dilma se mostra contra o aborto clandestino quando diz que aborto é uma questão de saúde pública. O que ela quer dizer é que, pensa no aborto acompanhado por médico com bisturis em mãos para combater o aborto com agulhas de tricô. O que mudou? Ora, a preocupação de Dilma não é a criança em questão, mas sim -- como uma feminista -- a saúde da mulher. Um aborto com as dores amenizadas. Eliminar os riscos de morte para a mulher que se dispõe a tal ato cruel, no entanto qualificar o assassinato contra a criança indefesa.

Os evangélicos e cristãos em geral, não podem se deixar enganar pela promessa de Dilma, de deixar a questão do aborto para ser discutida pelo congresso, um governo petista não costuma cumprir promessas e adora um controle estatal através de decretos, vide PNDH3. Se você é cristão evangélico ou católico, procure saber o teor do decreto PNDH3.

Nenhum comentário: