19 de ago de 2010

Engenharia do jornalismo "isento": escondendo a verdade, ocultando os fatos e convertendo mentiras em vantagem

Não importa o que Dilma faça, se erra é bom relevar diante a sua inexperiência como candidata a cargo eletivo, se acerta o desenho de uma estadista é feito pela mídia num horizonte próximo, se fala a verdade o assunto vira tema de debate e pauta nos principais jornais televisivos e impressos, se mente a engenharia do jornalismo "isento" converte a mentira em coisa insignificante e até em vantagem.

Foi o que aconteceu quando Dilma disparou, em debate dos presidenciáveis organizado pela Folha/UOL, as seguintes palavras tortas: "Aprovamos o Plano Real e, mais do que isso, levamos a frente de forma adequada". Estamos diante de uma pauta, no entanto o jornalismo das declarações e não dos fatos escondeu a verdade e converteu a mentira descarada em vantagem petista.

O colunista  do Diário do Nordeste Lustosa da Costa, do maior jornal do estado do Ceará, claramente pautado por Lula fez isso que eu cabei de escrever acima: escondeu a verdade e converteu a mentira descarada em vantagem petista.

A mentira em letras grandes acompanhada de um sorriso amarelo de Dilma
A verdade escondida em letras pequenas divide o assunto com outras questões, passa desapercebida.
Claramente pautado por Lula, sem ele o que Lustosa da Costa escreveria? o jornalista converte a mentira em vantagem. Diz, assim como disse Lula dias atrás, que a situação de Serra é a mesma de Lula quando lutava contra FHC "o homem do Plano Real", ou seja, sem chances contra Dilma. Entenderam? Lula combatia FHC "o homem do Plano Real" e Serra combate Dilma "a mulher do... Lula". Lula e PT iam contra grandes conquistas do Governo FHC e Serra contra a "mulher do Lula". Fonte virtual da coluna Lustosa da Costa em pdf.

É meus amigos, este contexto jornalístico que cobre as eleições. E o cidadão que passa o dia a trabalhar chega em casa para assistir o jornal ou acorda de manhã para ler um exemplar noticioso elaborado pela engenharia da mídia dá de cara com essas barbaridades, com a chacinha da verdade, justiça e honra. Vamos torcer por uma reviravolta da dinamicidade dos acontecimentos, pela voz dos heróis que tratam da verdade, que noticiam os fatos e não se vendem.

Nenhum comentário: