27 de mar de 2011

Os mensaleiros vêm aí

Tudo deu em nada! Essa poderia ser até uma parte de uma música de amor frustrado, mas não. A frustração é da justiça brasileira que dá sinal da sua burocracia que branda elementos do crime, seja de colarinho branco ou não. A celeridade depende na maioria dos casos do réu em questão e os réus são integrantes da quadrilha do mensalão que esperam ansiosamente o mês de agosto deste ano para que o crime prescreva.

Por enquanto no Brasil, o único mensaleiro que foi efetivamente preso foi um político de direita, acho que por que no Brasil direitista tem sinônimo de rico e por conseqüência só roubaria para fins de enriquecimento ilícito, uma espécie de cleptomaníaco. O esquerdista não, ele fala como pobre, para o pobre, mas não é pobre, não é mesmo Plínio de Arruda?! Eles não têm nada de Robin Wood e ainda que tivessem o mesmo intuito do personagem das histórias infantis seria considerado um criminoso. A única historinha em que se encaixam os quadrilheiros do mensalão é a do "Ali babá e os quarenta ladrões".

Para encerrar, em questão de meses estarão novamente na cena política para continuar a fazer o que a justiça interrompeu. A equivalência do caso dos mensaleiros é como a do pedreiro da cidade de Luiziânia em Goiás que estuprou e matou 6 garotos, antes desses crimes o assassino estava preso por pedofilia, no entanto foi solto depois de uma avaliação pscológica. Crime anunciado!

Nenhum comentário: