12 de mai de 2011

Jair Bolsonaro enfrenta a Al Qaeda do Arco-Íris

Não se pode negar, Jair Bolsonaro é espalhafatoso mesmo, mas não deixa de falar algumas verdades e exercer sua função de parlamentar em discordar e fazer campanha contra algumas iniciativas do esquerdismo insano. A senadora Marinor Brito (PSOL-PA) partiu pra cima do deputado e ameaçou violência física, nada de anormal a quebra de decoro dos canhotos. Veja o vídeo:

video

Como disse Reinaldo: ser "homoafetivo" é uma espécie de autoridade espiritual. Deixou-se a questão elementar da discussão, o sexo e partiu para a veneração de uma prática íntima. O blasfemo que ousar discordar da agenda gay sofrerá as conseqüência do ódio da Al Qaeda do Arco-Íris. Se a senadora já pede a prisão de Bolsonaro por fazer a contra-campanha do PL122 e outras leis que buscam solapar a liberdade de expressão, seja ela religiosa, psicológica, filosófica, humorística e tudo mais que esboce um gesto imaginem quando ela for aprovada e eu acho que vai com esse Congresso rendido, o STF acuado e a mídia lotada de militantes.

Nenhum comentário: