17 de mai de 2011

Movimento Passa Bola Brasil: o efeito duplicante já começou

Será que um evento de um (HUM) mês que custará Bilhões para um país onde a corrupção faz escorrer a maior parte do dinheiro de um povo valerá a pena? A exemplo do que aconteceu na África, algumas obras que foram orçamentadas em 500 Mi já começam a duplicar o valor exigido, é o caso inicial do Maracanã, que ao invés de 500 Mi agora custará aos cofres públicos 956,8 Milhões. Por que não arredondaram logo hein?

Lógico que essa não será a primeira obra a ter o efeito duplicante, logo virão as demais em seqüência e com atraso custa mais caro, as empreitadas terão determinado tempo por um preço exorbitante. Também terão grandes chances que se dar bem com esse caos os políticos que de uma certa forma atuam como fazem "consultorias", para não dizer: tráfico de influência, licitações viciadas, superfeturamento, ETC.

A word cup não é só estádio de futebol, tem as estradas, o ramo hoteleiro, os aeroportos, a segurança nacional e antiterrorista, enfim, uma infinidade de preocupações primeiromundistas. Os gringos também vão faturar muito em cima do suor dos trabalhadores brasileiros assaltados pelos altos impostos.

Há ainda, a dúvida de que todos os brasileiros compartilham: num país onde as obras começam e nunca terminam, será que vamos dar conta de um evento mundialmente visto? Vai ser meia-boca, uma encenação cenográfica vista somente nos estúdio do Projac? Positivo ou negativo o resultado do evento, a única certeza que temos é que os corruptos irão fazer seus pezinhos-de-meia. Caso seja uma vergonha nacional, tenho a certeza de que o PT estará fora do poder, nem pela corrupção, mas justamente por algo tão supérfluo quanto caro.

Nenhum comentário: