28 de jul de 2011

Haddad, escolhido por Lula para disputar prefeitura de SP, segue os passos do mestre: antecipa campanha fazendo uso da máquina pública

MEC banca propaganda em defesa de Haddad - 28/07/2011
O Ministério da Educação decidiu veicular duas campanhas publicitárias de rádio e TV, ao custo total de R$ 396,9 mil, para rebater críticas recentes à pasta, informa reportagem de João Carlos Magalhães e Larissa Guimarães, publicada na Folha desta quinta-feira (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

Os episódios tiveram origem em duas reportagens da "TV Globo" e atingiram a imagem do ministro Fernando Haddad, pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PT. O MEC diz que as peças não têm o objetivo de promovê-lo politicamente.
Alan Marques - 29.jun.11/Folhapress
O ministro da Educação, Fernando Haddad, fala em audiênica na Comissão de Educação da Câmara no mês passado
O ministro da Educação, Fernando Haddad, fala em audiênica na Comissão de Educação da Câmara no mês passado


O ministro já manifestou sua intenção de disputar a Prefeitura de São Paulo em 2012.
Reportagem da Folha de segunda-feira (25) mostra que o ministro irá iniciar em agosto sua agenda de pré-candidato. Sem se afastar do ministério, Haddad decidiu concentrar atividades nos finais de semana na capital.
Na semana passada, o ministro comunicou oficialmente a presidente Dilma Rousseff que é pré-candidato.

Nenhum comentário: