19 de jul de 2011

Totalitarismo: Contra o "preconceito" um só conceito

Foi só a Globo chamar os autores da novela "Insensato Coração" pra uma conversinha sobre a apologia exacerbada a agenda do movimento gay que eles mostraram, mais ainda, seu viés totalitário. Segundo a Folha informa:

"os autores da novela, Gilberto Braga e Ricardo Linhares, foram chamados na semana passada para uma conversa com o diretor-geral de entretenimento da emissora, Manoel Martins. Na pauta: a determinação da Globo para que a história dos homossexuais Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Damigo) fosse completamente esfriada no folhetim.  
Além do corte das cenas, os autores foram instruídos a não carregarem bandeira política, a pararem de fazer apologia pela criação de uma lei que puna a homofobia.    
Procurada, a Globo, via assessoria, diz que a televisão é um veículo de massa que precisa contemplar todos os seus públicos e faz parte do papel da direção zelar para que isso aconteça."


O deputado Jean Wyllys não perdeu tempo em atacar a emissora que até ontem mostrava uma cena em que um gay se dizia abandonado pela família por seus pais ouvirem um pastor. De queridinha do movimento gay, a emissora passou a ser chamada hipócrita e sofrer ameaças veladas do deputado Jean Wyllys, político de uma causa só, a dele. Veja:




O que venho a pensar é: a que ponto chagamos? Ou melhor, eles chegaram. A novela vinha bajulando o movimento gay desde o seu início e só agora ela pede aos autores que aliviem na apologia. E pior, a Globo não é uma tevê estatal que tenha obrigações sociais, apesar de cumprir esse papel. A Globo é uma emissora PRIVADA, PARTICULAR, TEM DONO  e não pertence a população. Ela tem o direito de veicular o que ela quiser e achar melhor.

O que move uma personalidade totalitária é a certeza de que ela está fazendo o "bem para todos", não é a vontade de destruir grupos diferentes do dela. (Luiz Felipe Pondé)

2 comentários:

Anônimo disse...

A Globo é uma emissora privada que quer audiência. Fica muito repetitivo colocar casal gay em todas as novelas(já teve em "tititi", recentemente).

Além do mais, se os evangélicos e católicos carismáticos (juntos a maioria da população) resolverem desligar a televisão ou mudar de canal, a globo já era!

Eu já desisti dessa papagaiada de ver novela a muito tempo. A internet é uma distração bem mais interessante.

Irenys

Henrique Lima disse...

É isso aí Irenys. Com com o controle remoto nas mãos, fazemos a melhor pressão, sem precisar de bancadas e da forma mais democrática e silenciosa!