1 de ago de 2011

Eleições 2012: PT quer aproximar da Igreja Católica, em SP, o ministro que “não sabia de nada” sobre o “kit gay”

Jornal Folha de São Paulo publicou neste domingo (31/jul) que o PT quer aproximar o ministro Fernando Haddad (Educação), pré-candidato do partido à Prefeitura de São Paulo, de líderes católicos para eliminar vestígios do boicote pregado por parte da cúpula da Igreja aos petistas na campanha de 2010.
Fonte da foto e da matéria: Folha de São Paulo
COMENTÁRIO:
Resta saber se a Igreja Católica tentará limpar a barra de Haddad, quando o assunto “kit gay do MEC” vier à tona no auge da campanha, caso ele seja realmente candidato. Acompanhemos.
Fitar os olhos na liderança evangélica de São Paulo também se  faz necessário. Muitos líderes não conseguem resistir ao ‘canto da sereia’ política.
Quem não se lembra da baixaria promovida por um líder evangélico de São Paulo, em 2008, quando forçou Gilberto Kassab – prefeito de São Paulo – a se converter e até profetizou que ele seria reeleito, dias antes das eleições ? (Veja o vídeo). O ‘irmão’ Kassab foi reeleito e   o tal líder e ‘profeta’ evangélico nunca criticou-o publicamente pelo fato de a Prefeitura de São Paulo ter sido acusada de  distribuir gel lubrificante aos homossexuais na parada gay de São Paulo em 2010.
É bom lembrar que outro líder evangélico de São Paulo disse que votaria em Marta Suplicy para o Senado em 2010 e que o evangélicos estavam exagerando sobre o PLC 122.
O Rio de Janeiro também não fica para trás. Abaixo tem-se dois textos que mostram que muitos líderes cristãos – alguns proeminentes -  ignoram, em ano eleitoral os princípios cristãos, e fazem acordos questionáveis:
Diante dos descalabros referidos acima, recomendamos que aos cristçaos para que não sejam não sejam alienados politicamente. Não sintam-se partes de um curral eleitoral. Pensem. Pesquisem. Busquem o máximo de informações possíveis sobre os candidatos que as lideranças cristãs apóiam.
Fonte: Holofote

Nenhum comentário: