27 de ago de 2011

Futebol de Botão no apê do Zé

Bom, estava marcada as semifinais do tão famoso, em Brasília, Futebol de Botão do apê do Zé. Só recapitulando: o campeonato é do Zé, mas quem organiza são os parceiros da advocacia Tessele & Madalena, eles contribuem com o espaço no Hotel de luxo Naom quantas vezes o Zé achar necessário. Vieram então o Waltinho (Walter Pinheiro), o Nando (Fernando Pimentel), o Del (Delcídio Amaral) e o Bergh (Lindbergh Farias). Estava faltando o juiz, sabem como é, né? os juízes sempre tendem a obedecer as vontades do ministro Zé e ninguém mais neutro que um político da oposição. Então chamamos o Dudu (Eduardo Gomes - PSDB).

Toca o ramal do quarto e o Zé atende com seguidas gargalhadas. É que ele recebia a informação que o outro organizador de campeonato de botão caíra, um tal de Palocci. Com a long neck na mão, Zé dá uma sambadinha e comunica: "Companheiros, o nosso campeonato é o único. Livres de concorrência!" Zé é esperto, comanda o jogo todo na casa da tia da faxina. O foda é que tinha alguém de olho nos secretos campeonatos de botão do Zé e ele não sabia. Cabuetaram pra Veja e o Zé ficou puto. 

E o Zé disse: "Porran, ninguém pode mais jogar futebol de botão nesse país!" Confira a história que inventaram de uma simples reunião entre amigos para jogar futebol de botão aqui

Um comentário:

Anônimo disse...

Caros, há muitos comentários na fila. Está cheio de petralha “trabalhando”. Eles pensam que me incomodam. Besteira! Eu é que gosto de ver os vagabundos tendo de se coçar em pleno sabadão. VEJA põe a canalha pra trabalhar! Já que roubam o nosso dinheiro, que sofram um tantinho, hehe. Darei conta de tudo, mas vocês terão de esperar um pouco.

Agora vou assistir ao “O Planeta dos Macacos”. Vamos ver como eles chegaram ao poder na ficção.

No Brasil, eu já sei. Tenho escrito a respeito há anos.
Por Reinaldo Azevedo