2 de ago de 2011

A tirania do lugar comum

A tirania do lugar-comum a que alude Noica fincou pé no Brasil há muito tempo. Nesse sentido, creio que certa liberdade há de ser sempre cultivada por nossos governos, para evitar que nos libertemos dela. No caso do PT, por exemplo, a estratégia não é instituir a censura pura e simples, mas criar organizações e mecanismos corporativos que regulamentem a liberdade de expressão, para que não haja de fato nenhuma liberdade nessa expressão. Apenas o que se convencionou chamar de "pensamento crítico". Só não sei até que ponto a culpa é propriamente da canalha intelectual que gravita em torno do PT e do PSDB também. Essa gente é muito burra. Acho que o fato de nos termos transformado numa sociedade de massas também contribui um bocado. A sociedade de massas, por sua necessidade de padronização, é intrinsecamente fascista. Um Diógenes contemporâneo teria de sair às ruas de lamparina na mão durante o dia não procurando um homem honesto, mas um verdadeiro indivíduo.

Nenhum comentário: