27 de out de 2011

Caiu o Orlando e Rolando Lero anda mais solto do que nunca

A mulher que grita, bate o pé e faz beicinho. A mulher intransigente, turrona e que comanda. A mulher capitão Nascimento. Enfim, a mulher. Assim definem a nossa presidente, assim dizem ser sua postura perante os casos de corrupção. Caiu o Orlando e Rolando Lero anda mais solto do que nunca. 

A Prática Difere do Marketing Servil do JorMalismo

De todos os ministros que caíram em razões de casos de corrupção, Dilma defendeu todos. 

Todos os ministros que caíram em razões de casos de corrupção, as acusações partiram da imprensa, nunca de uma investigação da PF e todos os casos eram arquivados pelo judiciário aparelhado e a mídia trazia a tona novas denúncias, a PF nunca vi tão gorda.

Todos os casos de corrupção traziam casos de partidos inteiros atuando como quadrilhas, quando Dilma demite o ministro, sempre coloca a máquina novamente nas mãos do number two do esquema.

Dilma nunca afastou um ministro para dar vasão as investigações, sempre deixou que ele se demitisse quando a situação ficava insuportável.

Por trás de uma mulher sem autoridade, sempre há inúmeros machões corruptos.


Nenhum comentário: