26 de abr de 2012

O novo, o "muderno" e o retrocesso; Ou: as traças da Constituição

A impressão que tenho perante os novos rumos da Suprema Corte é que a Constituição perdeu seu valor imperativo e transformou-se em mera celulose, onde as traças a destroem com raiva e sede do muderno. Os ministros parecem fazer firulas tornando a tribuna improdutiva. 

A jurisprudência agora é os trands topics do twitter, a moral é a voz dos movimentos "sociais" -- que são na verdade em sua maioria tentáculos de partidos extremistas -- e a doutrina retirada das vozes ocultas das esquinas e bares, que Joaquim Barbosa frequenta na longínqua Brasília por exemplo.

Nenhum comentário: