6 de jul de 2012

Movimento gay e os dados forjados; OU: não importa a causa da morte, o que importa é que ela servirá a causa

Entre números forjados e uma torcida em prol de assassinatos de homossexuais: é assim que o movimento gay tentar validar a sua causa, não a causa do respeito e dignidade ao próximo, mas sim de criar um gueto de cidadãos com super direitos e censurar a opinião pública, a expressão religiosa, filosófica, psicológica e tudo que proferir sons que os desagradem.

No portal de notícias da Folha.com consta uma nota com o seguinte título: "Intolerância: Site registra 165 mortes de homossexuais" Vamos a credibilidade do site prospector de dados tão alarmantes num país em que morrem mais 50.000 pessoas POR ANO. O site em questã é homofobia mata, na verdade trata-se de um blogue e antes que comecemos a analisar a metodologia dos malandrinhos é bom que se defina o que é homofobia. Para ser rápido e sucinto, o sujeito homofóbico é o doente que mata o homossexual pelos simples fato de ele ser homossexual. 

Basta dar uma lida no blogue e constatar que a maioria das mortes nada tem a ver com homofobia. Eram homossexuais que viviam num país com violência epidêmica, onde impera a impunidade legislativa, a política de segurança do governo é um fiasco e as fronteiras estão abertas as drogas, principal motivante da criminalidade. Dentre outras causas estão as brigas de namorados enciumados e o grande restante são crimes ainda sem resolução ou em investigação.

Antes de finalizar este comentário quero deixar claro duas coisinhas básicas, 1) o intuito desta pequena resenha não é afirmar que não existe homofobia, 2) muito menos fazer pouco das mortes dos homossexuais listados no referido blogue. Existem sim doentes homofóbicos e a Constituição junto com o código penal resguardam os direitos dos cidadãos homossexuais, bem como o de qualquer outro. O proprietário do blogue homofobia mata, este sim, parece sapatear sobre cadáveres, que de forma sorrateira usa as vítimas para dar "valor" a sua causa, não a dos homossexuais.

P.S.: Jornalismo neste país está falido, como a Folha.com por dar cartaz a dados tão fáceis de desmascarar?  

7 comentários:

Anônimo disse...

Deixa ver se entendi, você afirma que a maioria das mortes daqueles homossexuais nada tem a ver com homofobia. Então me responde uma coisa, gênio: por que cargas d'água seria revelada a homossexualidade de uma vítima que fosse alvo de crimes de natureza não-homofóbica? - hein??

Henrique Lima disse...

Quem revela o homossexualismo das vítimas é o blogue que prospecta os casos, justamente para que sirvam a causa. Como aqui http://goo.gl/OF57I - agora no site que veicula a notícia não há qqr menção, leia aqui http://goo.gl/v0Y1l - Outros casos são mencionados as vítimas como homossexuais pq as vítimas assim se declaravam para a comunidade em que viviam. Contudo, na maioria dos casos não há relação entre homofobia e a revelação de que eram homossexuais.

No mais, todos os crimes devem ser apurados e a pena aplicada com o rigor que a lei manda, como deve ser em qqr caso de homicídio neste país.

Anônimo disse...

Está equivocado em 3 pontos: 1. o blog não revela nada, quem revela é a estatística. O blog apenas divulga a estatística. 2. a fonte para a estatística é a hipótese de investigação policial, um homossexual pode declarar sua sexualidade para qualquer um, mas
se após vitimado sua homossexualidade chega a estatística é porque tem-se como hipótese de investigação a homofobia. 3. Acho inconsistente a afirmação de que a maioria dos casos não é correlacionada com homofobia. Como tem essa certeza? - Com base em que estudo/pesquisa/estatística?

Henrique Lima disse...

" 1. o blog não revela nada, quem revela é a estatística. O blog apenas divulga a estatística." Tem certeza que o blogue divulga estatística? Ele divulga os casos e depois transforma em estatística.

" 2. a fonte para a estatística é a hipótese de investigação policial, um homossexual pode declarar sua sexualidade para qualquer um, mas
se após vitimado sua homossexualidade chega a estatística é porque tem-se como hipótese de investigação a homofobia." Como mostrei nos links, na invstigação policial e nas notícias dos sites de origem, não há qqr menção a sexualidade da vítima, quem o faz é o tal blogue.

"3. Acho inconsistente a afirmação de que a maioria dos casos não é correlacionada com homofobia. Como tem essa certeza? - Com base em que estudo/pesquisa/estatística?" Você leu o blogue meu querido? Tem um travesti que foi achado morto e ao lado tem um cachimbo de crack. Basta ler o blogue, não precisa de pesquisa científica pra detectar a falcatrua desse blogue.

No mais: ser homossexual não é garantia de elevação humana e espiritual, homossexual tbm se envolve com drogas, com casos amorosos perigosos, com bandidagem, etc.

Faz o seguinte: dá uma lidinha nos casos desse blogue, depois eu posso debater com vc. Ah, sai do anonimato, mostraria mais dignidade e pessoalidade. Odeio debater com gente que se esconde.

Henrique Lima disse...

Ao sr. Alexandre que tentou postar um comentário: não publicarei os comentários influenciados pela baba bovina do ódio ao cristãos, da mesma forma não publicarei comentários de ódio aos homossexuais e a qqr pessoa.

Busca-se aqui neste espaço privado o debate de ideias, argumentos e acima de tudo, a dignidade humana. Este blogue não é politicamente correto, porém, não servirá de escárnio a quem quer que seja. Quando for sim, direi sim e não, direi não, dando nome as coisas.

Alexandre Ribeiro disse...

Tem todo o direito de escolher o que quer publicar: este blog é seu. Contudo, se tem tanta certeza de suas convicções e se está convicto de que age certo, por que censurar um comentário indesejado? - Diante de tamanha certeza e convicção cabe apenas publicá-lo e refutá-lo à luz do que você diz valorizar: a dignidade humana! - a não ser, é claro, que lhe sobre covardia ou lhe falte repertório. Aí nestes casos são outros quinhentos...

Henrique Lima disse...

" por que censurar um comentário indesejado?"

Falta interpretação de texto? Censurei sim, por que seu commet era simples ataque sem argumento.

Não havia o que refutar, seu comentário não trouxe nada de produtivo, só coisa de menino mimado.

Covardia pra mim é ter que debater com você, sem o mínimo grau de conhecimento de causa, não sabe nem o conteúdo da PL122.

É uma pena!