30 de mar de 2015

Deixando claro algumas coisas

Muito do que escrevi neste blogue não faz mais parte das minhas convicções. As pessoas mudam, só os idiotas permanecem com a mesma visão emprestada por outros. Mas calma, eu não "esquerdei". No entanto, posso dizer que não me identifico mais com o que se mostra, pelo menos em nosso país, como direita. Lógico, como a esquerda tende a achar tudo aquilo que destoa dela como direita, não me faltarão com este rótulo.

Hoje, me identifico politicamente com o libertarianismo ou libertarismo, como queiram. Isso ocorreu a partir de leituras de Ludwig von Mises, Murray Rothbard, Carl Menger, Hans-Hermann Hoppe etc. Nos dias atuais, avesso á qualquer tipo de coerção, entendo o aparelho estatal como um grupelho de criminosos. Por isso, sou a favor da privatização de todo o poder público, inclusive, segurança, justiça, educação e saúde. Para as pessoas o poder de decisão de onde gastar seu dinheiro, com quem viver, como formar sua família, se usam ou não drogas, a privacidade que querem etc.

Defender a liberdade das pessoas fazerem o que quiserem não é o mesmo de incentivar, ou seja, não estimulo as pessoas a usarem drogas, mas se quiserem estragar seus corpos, sua saúde, consciência, torrar seu dinheiro, não podemos proibir ninguém que assim queira fazer. A liberdade é também a liberdade de errar.

Na religião posso dizer que também estou amadurecendo, pois se passei da esquerda, pra direita e hoje sou libertário; saí do catolicismo para me tornar evangélico pentecostal e, agora, posso me afirmar como protestante tradicional. Lógico, buscando aprender com as escrituras cada dia mais e com mais humildade.

Parece contraditório o meu posicionamento político com o religioso, mas não acho. Creio na Soberania de Deus, na Sua Palavra e Ele sempre estará acima de qualquer conhecimento humano e me ponho debaixo da sua vontade. Por isso, continuo com as Escrituras e elas, em nenhum momento nos pedem que impeçamos por força que, qualquer pessoa deixe de crer no Deus único. Assim como acho que de ideias se faz o mundo, creio no Poder de Deus para quebrantar os corações dos cativos através da sua Palavra.

Essa é uma síntese, bem rasa, dos meus posicionamentos. 

Abraços.

Nenhum comentário: