19 de abr de 2015

Minhas impressões sobre o padre Fábio de Melo e o namoro evangélico não correspondido

Vez por outra alguns evangélicos se animam com algumas falas do padre Fábio de Melo. O conteúdo que causa esse alvoroço é, geralmente, contra os exageros comum aos católicos de alçar Maria, mãe de Jesus, á um lugar de maior destaque, ou seja, de serva de Deus, no culto católico ela passa a ter atributos iguais aos de Deus e maior que Jesus. Falta um pouco de análise desses evangélicos que chegam ao absurdo de esperar que o padre vire pastor. Por isso, venho trazer algumas questões que busquem encerrar a esperança de tais evangélicos.

1. O padre Fábio não comete tais exageros por ele combatidos, mas não foge da confusa e não-bíblica teologia católica de atribuir à Maria um papel de auxiliar nossas orações para que chegue á Cristo;

2. Padre Fábio tem um discurso forte no meio católico e com isso, acaba atraindo muitos adeptos descontentes com essas práticas, desta forma a igreja católica não ousa o excomungar, afinal, o discurso do padre coaduna com aqueles católicos de debate, mas que na prática alimentam a idolatria que eles mesmos dizem não recomendar;

3. Se houver um desligamento do padre, não será por iniciativa da igreja católica, mas do próprio padre. Como disse no ponto 2, a igreja católica não fará sua excomungação por razões pragmáticas, pois o padre eleva os adeptos da igreja ainda que combata prática comum;

4. Caso o padre se desvencilhe da igreja católica ele não se tornará evangélico, muito menos pastor. Isso pode-se dizer pelas declarações e posicionamentos do padre, pois ele se inclina mais com o meio secular, não por suas práticas pouco ortodoxas, mas por suas falas, pelo que escreve e suas entrevistas.

Padre Fábio de Melo conhece as escrituras mais que a maioria dos evangélicos, porém escolheu adotar uma posição teológica mista: um pouco de secularismo, liberalismo, catolicismo, evangelicalismo etc. Não estou dizendo que Fábio de Melo só estará fazendo a coisa certa se ele se tornar um pastor evangélico nos moldes brasileiros, ele pode muito bem deixar de ser católico e entrar em comunhão com uma comunidade cristã bíblica, que busque a Sã Doutrina e elimine todas as práticas tradicionais católicas que não encontram razão bíblica de ser. Por isso, continuemos a estudar as escrituras, falar com amor, humildade e ousadia sobre a Palavra para aqueles que estão totalmente imersos na ignorância.

Por que para com Deus não há acepção de pessoas.

Que Deus nos dê Sua sabedoria!

Nenhum comentário: